APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS PRELIMINARES DO INQUÉRITO SERO-EPIDEMIOLÓGICO SOBRE A COVID19 EM CABO VERDE

A Sala de Conferência do palácio do governo foi palco, ontem, 29, da cerimónia de apresentação dos resultados preliminares do Inquérito Sero-Epidemiológico sobre a COVID19, cujo objectivo foi o de analisar a sero-prevalência e o perfil da infecção pelo SARS-COV-2 na população cabo-verdiana.

Este estudo foi realizado pelo Ministério da Saúde e da Segurança Social (MSSS), através do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) e em parceria com o Instituto Nacional de Estatística (INE), e outras Instituições (UNICV, UNIPIAGET e OMS).

A cerimónia de apresentação foi presidida pelo Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, e contou ainda, com a participação entre outros, da presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima, e do presidente do INE, Osvaldo Borges.

Segundo os dados apresentados pela presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima, o estudo de sero-prevalência mostra que 0,4% dos inquiridos tiveram contacto com o vírus da covid-19. A investigação abrangeu cerca de 5.000 pessoas, dos 10 aos 80 anos, em todas as ilhas do país, sendo 11 % residentes no concelho da Praia e 7% em São Vicente. Dos inquiridos, 21 pessoas, ou seja 0,4%, testaram positivos para o teste rápido para a detecção de anticorpos.

Por sua vez, na sua intervenção, o presidente do INE, Osvaldo Borges, frisou que com  apresentação dos resultados deste estudo, a instituição considera ter cumprido tecnicamente a solicitação feita pelo MSSS, através do INSP, reiterando a sua disponibilidade em participar de outras parcerias técnicas de interesse nacional. De recordar que, depois do inquérito rápido às empresas para medir o Impacto da COVID-19, este é mais um contributo para o seguimento e avaliação de políticas.

Por seu turno, o Ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, afirmou que esse estudo dá uma noção clara sobre a epidemia e indica que a covid-19 pode demorar muito tempo em Cabo Verde. Também destacou, por outro lado, o facto da população cabo-verdiana a nível nacional estar paulatinamente a consciencializar sobre a situação da epidemia e a alterar o seu comportamento no combate ao vírus.

Apresentação disponível no seguinte link: http://www.minsaude.gov.cv/index.php/documentosite/coronavirus-covid-19/539-inquerito-sero-prevalencia-sobre-a-covid-19/file

Foto_-11 Foto_-15 Foto_-3 Foto_-2



Estatisticas por Temas Relacionados:

  • Notícias

Relacionados