INE apresentou os primeiros resultados do Índice de Comércio Externo

O INE apresentou, no dia  03 de Julho de 2015,os Primeiros Resultados do Índice de Comércio Externo.Com vista a proporcionar mais informações para a compreensão da dinâmica da economia cabo-verdiana, o INE vem implementando desde 2013 o projecto de índices de C. Extremo. Actualmente já dispõem dos dados consolidados de 2014 referentes ao ano de base que é 2013. A partir de 2015 vem produzindo mensalmente os principais indicadores. Trata-se de um projecto importante para o país e que complementa as várias informações que a instituição vem publicando relativamente as estatísticas do C. Externo. O objectivo deste projecto é obter informação mensal e anual sobre a evolução dos preços das trocas comerciais entre Cabo Verde e o resto do mundo, sendo que em concreto as principais utilidades dos índices de Valor Unitários são: Aproximar os verdadeiros índices de preços das importações e exportações; Servir para construir indicadores como a relação real de intercâmbio ou os índices de competitividade; Medir a inflação e a previsão da tendência dos preços; Permitir a elaboração dos índices de termos de troca; Contribuir para a elaboração dos deflatores das Contas Nacionais.

Além do índice global, é calculado, um índice subjacente para mostrar a tendência subjacente aos preços e ainda um índice de classes voláteis que reflectem a evolução das classes com fortes variações nos valores unitários, tanto nas importações como nas exportações.

A vantagem da disponibilização dos Índices de Comércio Externo prende-se com a possibilidade de realização de análises mais pormenorizadas dos fluxos de comércio externo, as quais permitem conhecer os determinantes e impactos desses índices sobre a economia.

Esses indicadores permitirão analisar a evolução dos preços das operações de importação e exportação de mercadorias com destino e origem em Cabo Verde.

Segundo os resultados apresentados, no ano 2014, os preços dos produtos importados aumentaram 1,1 % face ao ano 2013, enquanto que, os preços dos produtos exportados diminuíram 14,6% no mesmo período. Os índices de termos de troca, em 2014, registaram uma deterioração de 15,5% face ao ano 2013. No concernente à importação, em Maio de 2015, os preços dos produtos importados aumentaram 2,3% face ao mês anterior. Este valor contraria a tendência decrescente registada entre Janeiro e Abril do corrente ano. Essa evolução resulta do aumento dos preços em todas as categorias de bens, excepto Combustíveis. A categoria, Bens de capital teve maior aumento dos preços entre Abril e Maio 2015, enquanto que, a categoria, Combustíveis, diminuiu 4,1% no período em analise.

É importante informar que os boletins do índice de comércio externo do ano 2014 e os de Janeiro, Fevereiro, Março, Abril e Maio de 2015 estão disponíveis no site no item Publicações.

ipc2

anexos

FicheiroTamanho do ficheiroDownloads
Apresentação do Índice de Comércio Externo546 KB 4


Estatisticas por Temas Relacionados:

  • Índices de Comércio Externo