• É uma operação estatística realizada de dez em dez anos, destinada a recolher de forma exaustiva, dados sobre todas as unidades estatísticas incluídas num universo. O recenseamento permite obter, para cada nível geográfico, uma “fotografia” da população e das suas condições de habitabilidade.
  • O “momento censitário”, ou data de referência da informação, corresponde ao dia e hora em relação aos quais se recolhem todos os dados. O RGPH-2020 será realizado no período compreendido entre 15 e 30 de junho.
  • Instituto Nacional de Estatística é a entidade responsável pela recolha, tratamento e divulgação de informação estatística (Decreto Lei nº 64/2018 de 20 de dezembro).
  • Porque o RGPH-2020 permite responder as seguintes questões fundamentais:
    • Quantos somos?
    • Como somos?
    • Onde vivemos?
    • Como vivemos?
  • Uma equipa devidamente credenciada estará no terreno a recensear os edifícios e alojamentos e visitará também a sua casa para solicitar algumas informações sobre o seu agregado familiar, através de entrevista direta aos seus responsáveis.
  • A informação que prestar é de muita importância, pois servirá para os governantes direcionarem suas politicas através das informações que possibilitam o estudo, o planeamento e a tomada de decisões precisas de caráter político, económico, social e educacional.
  • Sim, porque o RGPH-2020 abrangerá todos os cabo-verdianos e estrangeiros residentes ou presentes no território nacional.
  • Sim, porque o RGPH-2020 abrangerá também todos os cabo-verdianos e estrangeiros que se encontram de visita no país no período compreendido entre 15 e 30 de junho.
  • É obrigatória a prestação de informações estatísticas, a título não remunerado, sob pena de aplicação de sanções previstas na lei. Os dados estatísticos individuais fornecidos ao INE são protegidos contra qualquer divulgação ilegal – Artigo 9.º, 10.º e 41.º da Lei n.º 48/IX/2019, de 19 de fevereiro.
  • Será utilizado o dispositivo eletrónico, Tablet, para a recolha dos dados no terreno.