APRESENTAÇÃO PÚBLICA DOS RESULTADOS DO INQUÉRITO TRABALHO INFANTIL-IMC 2022

O Instituto Caboverdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), conjuntamente com o Instituto Nacional de Estatística (INE) e o Ministério da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, apresentaram hoje os Resultados do Inquérito ao Trabalho Infantil em Cabo Verde. O Inquérito ao Trabalho Infantil, é um módulo que foi incorporado no Inquérito Multi-objetivo Contínuo do ano 2022, financiado pela Organização Internacional do Trabalho.

A sessão de abertura deste evento foi presidida por Sua Excelência, o Ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, Dr. Fernando Elísio Freire, e contou com as intervenções da Sra. Presidente do ICCA, Dra. Zaida Freitas, do Sr. Presidente do Conselho Diretivo do INE, Dr. João de Pina Cardoso e do Diretor do Escritório da Organização Internacional do Trabalho para a África Ocidental, Dr. Dramane Haidara.

A apresentação dos resultados foi feita pela Dra. Alice Pinto, técnica do Departamento de Estatísticas Demográficas e Socias do Instituto Nacional de Estatística. Este inquérito permitiu quantificar as crianças de 5 a 17 anos, que no momento do inquérito estavam a trabalhar. Este Inquérito permitiu também, identificar as que faziam trabalho infantil e aquelas que realizavam trabalhos perigosos. Em 2022, a população de 5-17 anos foi estimada em 117 642 crianças; desse total, 9 004 (7,7%) trabalhavam; 4 900 (4,2%) estavam no trabalho infantil e 2 896 (2,5%) realizaram trabalhos perigosos.

Em todo o planeta, as crianças continuam a trabalhar, colocando em risco a sua educação e o seu normal desenvolvimento físico, intelectual e moral. Milhões trabalham em condições que representam grandes perigos para a sua saúde, segurança e bem-estar. O trabalho infantil pode assumir diversas formas, desde atividades agrícolas até trabalhos em fábricas, serviços domésticos e até mesmo exploração sexual.

Muitas crianças são forçadas a trabalhar devido à pobreza extrema, falta de acesso à educação, discriminação e outros fatores sociais. A exploração dessas crianças trabalhadoras muitas vezes ocorre em ambientes perigosos, resultando em danos físicos e emocionais irreparáveis.

 

 

anexos

FicheiroTamanho do ficheiroDownloads
8339 KB 6


Estatisticas por Temas Relacionados:

  • Notícias

Relacionados